PMMG recusa o comando do Exército

Embora o Governador de Minas, Antonio Anastasia, tenha solicitado a intervenção do Exército para comandar as forças da PMMG destacadas para deter a manifestação popular que vem ocorrendo na capital do Estado, na área demarcada como da FIFA. Principalmente no jogo da seleção brasileira que ocorrerá no Mineirão nesta quarta-feira (26), a corporação militar mineira recusou-se a este comando.

No lugar de policiais, uma barreira física será instalada na Avenida Abrahão Caram, na Pampulha, para bloquear a passagem de manifestantes rumo ao Mineirão. A medida foi anunciada na noite dessa terça-feira pelo governador Antonio Anastasia após reunião de três horas com representantes do Comitê Popular dos Atingidos Pela Copa 2014 (Copac – BH). Segundo o governador, as forças policiais acompanharão a mobilização à distância.

O entroncamento das avenidas Antônio Carlos e Abrahão Caram foi palco de violento confronto entre policiais e manifestantes. Na reunião, foi assinado um documento com propostas para que novas manifestações transcorram de maneira pacífica. De acordo com o governador, a barreira física será o ponto de bloqueio dos manifestantes, sem a presença dos policiais militares.

“É nosso dever garantir a segurança dos manifestantes, a todas as pessoas, reiterar que a manifestação, como diz o documento, deva ocorrer de maneira pacífica, tranquila, serena. As recomendações dadas à Polícia Militar, às forças de segurança, são exatamente nesse sentido”, disse Anastasia.

Quem deverá fazer o policiamento nesta área demarcada como da FIFA será a Guarda Nacional, vinculada ao Ministério da Justiça e o Exército Nacional. Matérias do Novojornal:“Exército pode assumir o comando da PMMG em Belo Horizonte” e Anastasia nega,mas Exército já atua abertamente em BH  Exército esclarece movimentação de blindados na BR 381, já davam conta deste fato.

Na noite desta terça-feira (25), a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), por meio de nota, informou que a Polícia Militar e a Força Nacional de Segurança não vão utilizar as instalações do Campus Pampulha nesta quarta-feira (26), porém foi ressaltado que medidas de segurança serão adotadas para preservar a universidade.

Segundo a instituição, forças do Exército vão atuar na proteção da unidade do Centro de Desenvolvimento da Tecnologia Nuclear (CDTN) – que pertence ao Conselho Nacional de Energia Nuclear, e não à universidade, mas é localizado no campus Pampulha. O local, de acordo com a UFMG, é uma área de segurança nacional.

O Campus estará fechado, restrito a circulação de pessoas da comunidade acadêmica que tiverem obtido autorização prévia.

Um esquema especial de prevenção e combate a acidentes, incêndios e de atendimento para emergências foi montado pelo Corpo de Bombeiros e a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais para esta quarta-feira (26), durante a semifinal da Copa das Confederações, no Mineirão. O aparato inclui reforço nas equipes dentro e no entorno do estádio.

Durante todo o dia, equipes do Corpo de Bombeiros permanecerão nos principais pontos da cidade, em um trabalho integrado com as polícias Militar e Civil. Mais de 500 profissionais das áreas de saúde e segurança foram convocados para atuar dentro e fora do Mineirão. O planejamento também inclui o trabalho de bombeiros em outros pontos da capital.

“Desta forma, será possível uma remoção mais rápida para fora da zona de manifestação para triagem e encaminhamento correto à rede de hospitais de referência, sem sobrecarregar as instituições”, afirma o assessor de comunicação dos Bombeiros, capitão Frederico Pascoal.

Dois postos de atendimento médico serão montados em locais previstos para a concentração de um grande número de pessoas: no entorno do Mineirão (Avenida C, esquina de Abrahão Caram) e no 3º Batalhão de Bombeiros (Avenida Antônio Carlos). Uma terceira estrutura de atendimento, a Área de Concentração de Vítimas (ACV), será montada no Parque Municipal, para prestar um primeiro atendimento se necessário.

O SAMU vai funcionar normalmente via o canal 192 e os bombeiros seguirão atendendo pelo canal 193, que conta com 210 militares de 68 viaturas. Nove viaturas de resgate do Corpo de Bombeiros e outras quatro do SAMU, além de dois helicópteros com equipes médicas e um helicóptero do Batalhão de Operações Aéreas dos Bombeiros, estarão à disposição para o transporte de pacientes.

Vítimas graves serão encaminhadas aos hospitais Risoletta Neves, Odilon Behren e João XXIII. As unidades terão um reforço em sua escala de profissionais e irão suspender as cirurgias eletivas especialmente nesta quarta-feira. Já o Hospital Eduardo de Menezes vai funcionar como um hospital de retaguarda, somente para casos infecciosos.

Confira a seguir onde as equipes de atendimento médico e do Corpo de Bombeiros estarão localizadas:

Equipes do Corpo de Bombeiros

– Praça da Estação

– Entorno do Mineirão

– Praça Sete

– 3º Batalhão do Corpo de Bombeiros (Av. Antônio Carlos)

– Praça da Liberdade

– Assembleia Legislativa

– Prefeitura Municipal de BH

– Câmara dos Vereadores

– Imprensa Oficial

– Hotéis Ouro Minas e Caesar Business

Equipes de atendimento médico

– Posto Médico Avançado na Avenida C esquina de Avenida Abraão Caram

– Posto Médico Avançado na Avenida Antônio Carlos (3º Batalhão dos Bombeiros)

– Área de Concentração de Vítimas no Parque Municipal

– SAMU (192)

– Bombeiros (193)

Anúncios
Esse post foi publicado em Notícias e política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s