Aécio Neves fala muito, mas a realidade é outra

Aécio Neves fala muito, mas a realidade é outra

O Brasil vai crescer este ano e com isso dar continuidade ao ciclo formidável de progresso pelo qual passa o povo brasileiro nos últimos dez anos. O dever de casa foi feito pelo atual governo trabalhista em 2012, e por isso a colheita vai ser de bons frutos este ano. Quem viver verá, apesar da manipulação e do histerismo da imprensa de mercado e do mercado. Contudo, encerro por aqui este artigo ao tempo que solicito ao leitor para ler com atenção abaixo.

1. Taxa de inflação (IPCA)

FHC (1995–2002) – 100,6%

Lula (2003–2010) – 50,3%

2. Taxa de desemprego (IBGE)

FHC (dezembro de 2002) – 10,5%

Dilma (dezembro de 2011) – 4,7%

3. Taxa Selic (Banco Central)

FHC (dezembro de 2002) – 25% a.a.

Dilma (agosto de 2012) – 7,5% a.a.

4. Salário mínimo (IBGE)

FHC (dezembro de 2002) – R$200,00 (US$56,00)

Dilma (agosto de 2012) – R$622,00 (US$306,00)

5. Investimentos públicos (Banco Central)

FHC (2002) – 1,5% do PIB

Lula (2010) – 2,9% do PIB

6. Dívida pública líquida (Banco Central)

FHC (dezembro de 2002) – 51,5% do PIB

Dilma (julho de 2012) – 34,9% do PIB

7. Reservas internacionais líquidas (Banco Central)

FHC (dezembro de 2002) – US$16 bilhões

Dilma (agosto de 2012) – US$372 bilhões

8. PIB (Banco Central)

FHC (2002) – US$459 bilhões (2º da América Latina e 15º do Mundo)

Dilma (2012) – US$2,4 Trilhões (1º da América Latina, 2º das Américas e 6º do mundo)

9. Exportações (Banco Central)

FHC (2002) – US$60 bilhões

Dilma (2012) – US$256 bilhões

10. Empregos formais (Caged – Ministério do Trabalho)

FHC (1995–2002) – 5 milhões

Lula-Dilma (2003–2011) – 17 milhões

11. Escolas técnicas federais (MEC)

FHC – 11

Lula – 224

12. Universidades federais (MEC)

FHC – 1

Lula – 14

13. ProUni (MEC)

FHC – Não existia

Lula-Dilma – 1 milhão de estudantes beneficiados

14. Crescimento econômico

FHC (1995–2002) – 2,3% a.a.

Lula (2003–2010) – 4,6% a.a.

15) Balança comercial (Banco Central)

FHC (1995–2002) – Déficit de US$8,7 bilhões

Lula-Dilma (2003–2011) – Superávit de US$290 bilhões

Pobreza05_FGV

Não é necessário comentar nada. Os números se encarregam de desmascarar o que a imprensa burguesa e sectária propaga de forma proposital para desqualificar os governos trabalhistas e do PT de Lula e de Dilma. Aécio Neves apenas está a fazer o que lhe cabe: conseguir um gancho ou um mote para poder usar como contraponto ao Governo Dilma Rousseff.

Entretanto, tal político que se diz compromissado com a população representa, na realidade, a alta sociedade brasileira e seus interesses políticos e econômicos. Não é à toa que Aécio há muito tempo esqueceu de onde vem a origem política de seu avô, ministro dos presidentes Getúlio Vargas e de João Goulart, ambos trabalhistas e golpeados do poder pela direita brasileira herdeira da escravidão.

Links:

Tabela comparativa entre governos Lula e FHC

http://www.conversaafiada.com.br/politica/2012/04/12/tabelinha-para-matar-tucano-luladilma-10-x-0-cerrafhc/

Indicadores econômicos brasileiros

http://www.bcb.gov.br/?INDECO

FHC critica herança do governo Lula para Dilma

http://brasil247.com/pt/247/poder/75336/FHC-diz-que-Lula-legou-heran%C3%A7a-maldita-a-Dilma.htm

Comparação das taxas de inflação: Governo Lula x Governo FHC

Inflacao_Metas02Fonte: Balanço PAC – Fevereiro/2010

A comparação da Inflação nos governos FHC e Lula mostra, claramente, que não houve continuidade. Se tivesse ocorrido, a inflação iria para um patamar muito mais elevado no governo Lula.

Anúncios
Esse post foi publicado em Notícias e política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s