E agora PSDB? Danilo de Castro será indiciado no Mensalão

Encontra-se, desde 2006, “tramitando” no Ministério Público de Minas Gerais, determinação do Ministro do STF Joaquim Barbosa, atendendo pedido de investigações, encaminhado pelo então Procurador Geral da República Antonio Fernando de Souza, para que fosse investigado o empréstimo de R$ 700 mil reais, valor de 2004, concedidos pelo Banco Rural a SMP&B, com o aval do Secretário Danilo de Castro e o ex-deputado estadual e atual conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais, Mauri Torres. 

O PI 131/05 transformou-se no Inquérito nº 002405000270-8, recebendo em 2007 toda documentação que comprova a participação de Danilo de Castro e Mauri Torres nos simulados empréstimos concedidos pelo Banco Rural, Laudo Pericial nº 372/2006-INC. Em seu depoimento, Danilo de Castro confirmou que fora avalista no empréstimo do Banco Rural a SMP&B, assim como confessou o então deputado Mauri Torres. Embora sem qualquer patrimônio ou crédito que justifica-se o seu aval.
 
Em depoimento na Polícia Federal, Marcos Valério também confirmou a operação, informando que o valor conseguido teria sido utilizado para custear despesas da agência de propaganda. Indagado, não soube informar se o valor conseguido no empréstimo tinha sido sacado em dinheiro. Ocorre que o valor do empréstimo, conforme apurou a investigação, teria sido utilizado para pagamento da compra de um apartamento de alto luxo na zona nobre de BH, dado de presente por Mauri Torres a sua namorada. 
 
Danilo de Castro, principal articulador político do PSDB, vem ocupando cargo de 1º escalão do Governo de Minas Gerais desde 2002 e Mauri Torres foi deputado e presidente da Assembléia Legislativa de Minas Gerais, atualmente é Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado. O requerido pelo então Procurador Geral e deferido pelo Ministro Joaquim Barbosa foi:
 
6.2.5. apurar a conduta de Danilo de Castro e demais envolvidos sob o enfoque cível e criminal. Ele foi avalista, junto com o Deputado Estadual Mauri José Torres Duarte, de um empréstimo adquirido pela SMP&B  Comunicação em 25 de novembro de 2004 junto ao Banco Rural ( Laudo Pericial nº 372/2006INC, documento nº 16 que instrui a denuncia). Coincidentemente, as empresas de Marcos Valério (SMP&B Comunicação e DNA Propaganda) venceram licitação para publicidade do Governo do Estado de Minas Gerais, justamente com Danilo de Castro como Secretario de Estado responsável pelo certame ( fls.4184/4190 e 4217/4223, Volume 19). Os fatos ensejam apuração sob o aspecto cível e criminal.
 
De posse das investigações e provas, o então Procurador Geral de Justiça de Minas Gerais, Jarbas Soares, em vez de determinar o ajuizamento da competente Ação Penal e Cível, se fosse o caso, optou por avocar o procedimento, determinando seu arquivamento, o que foi referendado pela Câmara de Procuradores. Agora, diante da comprovada fraude bancária e simulação dos empréstimos, e de novas informações entregues a PGR pela Polícia Federal, o Procurador Geral da República, Roberto Gurgel, determinou que fossem oferecidas denúncias contra Danilo de Castro e outros envolvidos no esquema fraudulento.
 
O inquérito encontra-se atualmente na Promotoria de Defesa do Patrimônio Público de Minas Gerais com carga ao promotor Dr. João Medeiros e ninguém pode ter acesso ao mesmo, assim como nenhum funcionário ou integrante do MPMG está autorizado a comentar ou informar sobre o andamento do mesmo. Extra oficialmente, através da PGR, sabe-se que o promotor enviou um ofício ao Procurador Geral da República relatando os fatos ocorridos e indagando como deverá proceder. 
 
Com a eminente condenação dos dirigentes do Banco Rural ficará difícil manter Danilo de Castro, líder maior do PSDB mineiro e da “Gangue dos Castros”, assim como outros integrantes impunes
 
Anúncios
Esse post foi publicado em Notícias e política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s