Grevistas acampam na Assembleia

Servidores estaduais da saúde decidiram permanecer em greve, que já dura quase um mês, e passaram a noite no hall da Assembleia Legislativa, na capital. A intenção, segundo o sindicato que os representa, é pressionar o governo a negociar com os trabalhadores.

O principal impasse é a gratificação complementar concedida a técnicos, profissionais de enfermagem, entre outros. O Executivo sugeriu aumento escalonado começando com 30%, até em 2014, chegando a 50%, mas os grevistas pedem aumento inicial de 40%.

O governo teria aceitado negociar, mas sob a condição de os servidores encerrarem o movimento. Os trabalhadores preferiram continuar com os braços cruzados com receio de, em caso de a greve ser encerrada, as negociações terminarem.

O governo alega que apresentou propostas que garantem ganhos reais aos trabalhadores. Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, as propostas serão mantidas.

Anúncios
Esse post foi publicado em Notícias e política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s