Servidores mantêm greve na saúde

Os servidores da Saúde de Minas decidiram, ontem, manter a greve após assembleia realizada em Belo Horizonte. Os trabalhadores discordam da forma com que o governo tem lidado com a paralisação, que começou no último dia 14.

Segundo o sindicato da categoria, as escalas mínimas continuarão a ser feitas nas unidades de saúde até a próxima quarta-feira, quando os trabalhadores farão nova reunião para decidir sobre o movimento grevista. A expectativa é que nesse período várias manifestações sejam realizadas. De acordo com o sindicato, 21 unidades da Fundação Hospitalar de Minas Gerais (Fhemig) localizadas na capital e no interior funcionam em escala mínima.

Os servidores da saúde pedem revisão do plano de carreira, pagamento dos direitos trabalhistas e redução da jornada de trabalho de 40 para 30 horas semanais sem prejuízo na remuneração.

Outro lado. A Secretaria de Estado de Saúde (SES) informou estar aberta à negociação. O secretário Antônio Jorge Marques fez um apelo para que os servidores voltem ao trabalho.

Anúncios
Esse post foi publicado em Notícias e política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s