Governo não negocia e greve continua

 

Governo não negocia e greve continua
Data: 27/6/2012

Em assembleia realizada nesta quarta-feira (27) na Praça da Assembleia, os trabalhadores da saúde estadual repudiaram a forma com que o governo está tratando o movimento grevista e decidiram, por unanimidade, manter a greve. Uma nova assembleia foi marcada para a próxima quarta-feira (04.07), também no Pátio da ALMG.

Além dos trabalhadores da Fhemig e do Hemocentro de Juiz de Fora, que estão em greve desde o dia 14 de junho, também participaram da assembleia os servidores da Fundação Ezequiel Dias (Funed) – que entraram em greve a partir desta quarta (27) –,  os servidores da Escola de Saúde Pública (ESP) – que devem aprovar a adesão à greve ainda nesta quarta –, e servidores da Secretaria Estadual de Saúde e de várias Gerências Regionais de Saúde – que já aderiram à greve.

Apoio
Outro destaque da assembleia desta quarta foi o apoio prestado por representantes de dezenas de sindicatos, movimentos sociais e movimentos estudantis, além da CUT Nacional e da CUT-MG. Todos reforçaram que as entidades estão à disposição para ajudar política e financeiramente a greve da saúde. “Essa greve, essa luta não é só dos trabalhadores da saúde, mas de toda a sociedade mineira, que exige uma saúde pública de qualidade”, disseram vários apoiadores.

Psicólogos, Metalúrgicos, Educadores, Médicos, Servidores da saúde privada, Oficiais de justiça, Operadores de Telemarketing, Bancários, servidores da Copasa, Aeroviários foram algumas categorias que estiveram, por meio de seus sindicatos, representados na assembleia. A União Nacional dos Estudantes (UNE), o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), a Via Campesina, a Articulação dos Movimentos Sociais e Pastorais foram alguns dos movimentos sociais que também prestaram apoio à greve da saúde.

Fortalecimento
As escalas mínimas continuarão a ser feitas nas unidades pelo menos até quarta-feira, e até lá várias manifestações e assembleias serão realizadas para fortalecer o movimento. Em Barbacena e na Funed, por exemplo, os servidores se reunirão em assembleia na quinta-feira (28). Os servidores do Hospital Regional de Juiz de Fora farão uma manifestação na manhã de sábado (30), na porta do Fórum, onde haverá uma convenção do PSDB, provavelmente com a presença do secretário de saúde. Na manhã de sexta-feira (29), militantes da comunicação se reunirão no Sindieletro para discutir apoio à greve nas redes sociais e nos jornais e portais dos sindicatos e dos movimentos sociais.

00000assembleia 27 de junho_1.JPG

Servidores da Fhemig, Funed, SES, ESP e Hemominas de todo o Estado participaram da assembleia

00000assembleia 27 de junho_2.JPG

00000assembleia 27 de junho_3.JPG

Servidora do Hospital Regional de Patos de Minas manifesta seu baixo salário de forma diferente

00000assembleia 27 de junho_4.JPG

Servidores da Escola de Saúde Pública chegam à assembleia após passeata pelas ruas da cidade

00000assembleia 27 de junho_5.JPG

Representantes de dezenas de sindicatos, movimentos sociais e movimentos estudantis compareceram à assembleia e prestaram todo apoio à greve da saúde

Anúncios
Esse post foi publicado em Notícias e política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s