Promotoria investigará “fantasma” da Câmara da Câmara

Promotoria investigará “fantasma” da Câmara

Órgão instaurou inquérito para apurar atuação de funcionária de vereador

Ana Flávia Gussen – Do Hoje em Dia – 13/02/2012 – 07:54

marcelo prates

alexandre gomes

Alexandre Gomes confirmou que paga cerca de R$ 1 mil para servidora ‘fantasma’ da Câmara

O Ministério Público Estadual (MPE) instaurou inquérito civil para apurar as denúncias de que o vereador de Belo Horizonte, Alexandre Gomes (PSB), mantém uma funcionária fantasma na Câmara Municipal. A investigação, que está sendo conduzida pelo promotor de Patrimônio Público João Medeiros, teve início depois que o Hoje em Dia noticiou, com exclusividade, que o parlamentar paga com dinheiro público uma funcionária particular de sua clínica.

Apesar de ser fichada na Câmara, Simone França trabalha como administradora da Clínica Vencer Consultório Especializado, em Venda Nova. Sem saber que estava sendo gravada, a funcionária confirmou que era funcionária particular de Gomes. “Sou secretária particular do doutor Alexandre Gomes e também administro a clínica para ele”, afirmou.

Na época da reportagem, publicada em 2 de fevereiro, o parlamentar desconversou. “Ela é assessora parlamentar na comunidade. Há muitos anos ela está lotada no gabinete. Ela fica em Venda Nova, fazendo visitas em ruas, faz relatórios. Ela me auxilia. De modo geral, ela trabalha assim”. Sobre o salário mensal de Simone França, Alexandre Gomes, a princípio, disse não se recordar do valor, mas em seguida disparou. “Cerca de R$ 1 mil”, disse.

Procurado, no domingo, para comentar o inquérito instaurado e publicado no Diário Oficial do MPE, o socialista não foi encontrado pelo telefone celular.

Léo Burguês revoga convocação

Foi publicado no Diário Oficial de Belo Horizonte, no sábado, um comunicado do presidente da Câmara Municipal, Léo Burguês (PSDB), revogando a convocação dos suplentes dos vereadores Carlúcio Gonçalves (PR) e Hugo Thomé (PMN) afastados judicialmente por uma suspeita de pagamento de propina a parlamentares para a construção de um shopping na capital. A convocação de Betinho Duarte (PSB) e Pastor Maurício (PR), publicada em 27 de janeiro, foi assinada pelo presidente da Casa em exercício na época, Alexandre Gomes.

Questionado sobre a revogação, o parlamentar alegou, no último sábado, que o regimento interno da Casa não prevê a convocação de suplentes em caso de afastamento judicial e que, por isso, ele e Burguês tiveram entendimentos diferentes. Ele afirmou ainda que a desconvocação foi pressionada pela maioria dos vereadores. “Houve pressão, mas a Câmara pode aguardar que os suplentes devem recorrer

Anúncios
Esse post foi publicado em Notícias e política. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Promotoria investigará “fantasma” da Câmara da Câmara

  1. Maria Martins disse:

    Vocês estão se ocupando com a prefeitura de BH,quando na verdade Ribeirão das Neves está um caos, a minha rua inunda em toda chuva,tenho uma vizinha de mais de 70 anos que qdo chove a casa dela enche de barro.Fizemos um manifesto e vcs nem cobriram; preocupem-se mais com a cidade que é só buraco e a população que sofre com enchentes.Isso é um absurdo.Esta matéria têm cara de matéria comprada.Vcs acham que a população é troxa?Acorda pra vida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s