Vereador tem teto, servidor só inflação

Câmaras em Minas aprovaram índice máximo de reajuste para vereadores enquanto servidores ficam com inflação

Humberto Santos – Do Hoje em Dia – 27/01/2012 – 07:45

manifestação

Manifestantes voltaram a ocupar as principais avenidas da capital mineira

O índice de reajuste dos salários dos vereadores pelo Estado chega a ser oito vezes maior que o percentual de correção dos vencimentos dos funcionários das câmaras municipais. Os números mostram que os parlamentares usam dois critérios na hora de conceder reajuste para os funcionários concursados ou para si próprios.

A maior variação entre o reajuste dos vereadores e os servidores do Legislativo Municipal é no município de Divinópolis. Lá, os vereadores apresentaram Projeto de Lei estipulando um reajuste de 46,36%. Com isso, os próprios vencimentos saltarão de R$ 6.847 para R$ 10.021 a partir de 2013. Por causa da pressão popular no fim do ano passado, os parlamentares adiaram a votação para a volta do recesso. Enquanto os vereadores tentam aprovar reajuste três vezes superior ao aumento do salário mínimo – 14,26% em 2012 –, os servidores da Casa tiveram que se contentar com apenas 6,45% de aumento no ano passado.

Em Belo Horizonte, os parlamentares aprovaram índice seis vezes superior ao concedido aos servidores. Foram 61,8% contra 10% dos concursados. Por causa de várias manifestações da população contra o aumento, nas ruas e nas redes sociais, o prefeito Marcio Lacerda (PSB) vetou o aumento. Entretanto, os vereadores já articulam a proposição de um reajuste menor, de 30%, mas superior ao que a maior parte da população recebe. Por enquanto, os salários dos parlamentares da capital permanece em R$ 9,2 mil.

Inspirados pelos parlamentares da capital, os vereadores de Montes Claros aprovaram reajuste igual, com seus salários saltando de R$ 9,6 mil para R$ 14 mil. Enquanto isso, os salários dos servidores da Câmara Municipal tiveram aumento de 14,26%, o mesmo índice do salário mínimo.

Em Uberlândia, os parlamentares corrigiram os salários em 6% no ano de 2011, com os vencimentos atingindo a cifra de R$ 9.755. Eles aprovaram também um aumento de 54% para a próxima legislatura. Com isso, os salários dos novos vereadores em 2013 será de R$ 15.031,00. Já os servidores tiveram aumento de 15%.

Mas houve vereadores que foram mais comedidos na hora de aumentar os próprios salários. Em Juiz de Fora, os parlamentares reajustaram os vencimentos em 10,47%, mesmo índice concedido aos servidores da Câmara. Em Pouso Alegre, os vereadores aprovaram um índice inferior ao dos servidores. Para os parlamentares foi decidido um reajuste de 6,3%, enquanto os funcionários tiveram aumento de 7%.

A surpresa maior ficou por conta de Ipatinga. Em 2011, os vereadores não aprovaram nenhum reajuste para si próprios e nem para os servidores. Os parlamentares recebem, hoje, R$ 7.400. Para corrigir a falta de aumento para os funcionários da Casa, os parlamentares realizam, nesta sexta-feira (27), reunião extraordinária para votar o Projeto de Lei com o reajuste para os servidores de 8,589%. O aumento será retroativo ao mês de janeiro.

Anúncios
Esse post foi publicado em Notícias e política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s