Lafayette Andrada nega saída da pasta da defesa

Secretário anunciou que o sub-secretário Ronaldo Araújo Pedron irá trabalhar direto com o governador Antonio Anastasia

Amália Goulart – Do Hoje em Dia – 25/01/2012 – 08:16

editoria de arte

arte política

 

O secretário de Defesa Social, Lafayette Andrada (PSDB), negou na terça-feira (24), ao Hoje em Dia que vá deixar o cargo. Segundo ele, não existe crise na área e o governador Antonio Anastasia (PSDB) não o procurou para conversar sobre os rumos da pasta bem como os últimos episódios envolvendo as polícias. “Não sei, acho que fico. Hora nenhuma ele (o governador) não deu nenhum sinal”, afirmou, ao ser questionado se deixaria o cargo. Quando perguntado, porém, se queria permanecer, ele se limitou a dizer. “Estou pronto para servir ao governo”.
No início deste ano começaram a surgir especulações de que Andrada iria retornar à Assembleia Legislativa. Assumiria a liderança do Executivo no lugar do virtual candidato a prefeito de Uberlândia, deputado Luiz Humberto Carneiro (PSDB). As suspeitas cresceram, após incidentes envolvendo as polícias Militar e Civil, e culminaram com a troca do comando da Polícia Militar. Saiu o coronel Renato Vieira de Souza, comandante geral da PM. Em seu lugar, entrará o coronel Márcio Martins Sant’Ana. Também deixa o posto a Georgia Ribeiro Rocha, responsável pela integração entre as policiais. Andrada também anuncia que mais um quadro do alto escalão sairá. Desta vez, será Ronaldo Araújo Pedron. Ele irá trabalhar direto com o governador. “O que está acontecendo são trocas já previstas”, informou Andrada.
Segundo ele, a crise na Defesa Social, bem como a envolvendo as polícias, é artificial. “Estou procurando onde está a crise. Não existe”, completou. Andrada, que já enfrentou momentos de turbulência bem maiores – como a ação policial no Aglomerado da Serra, que resultou em duas mortes há um ano – disse que o governador não entrou em contato com ele para tratar da suposta crise na Defesa Social.
O secretário explicou que dois fatos geraram especulações. O primeiro, envolvendo um policial militar à paisana, que foi morto a tiros na porta de uma boate em Esmeraldas por policiais civis. No último fim de semana, foi a vez de um detetive ser baleado durante uma operação em Contagem. Em ambos os casos, existe a suspeita de atrito, envolvendo as duas corporações. Andrada nega e diz que são “episódios isolados”.
“O que falta é pulso firme dos comandantes para punir exemplarmente os policiais que são contra a integração”, acusou o deputado estadual Sargento Rodrigues (PDT). O secretário alegou que os casos já foram encaminhados à Corregedoria. “Preciso ter um processo de acordo com as normas de Direito. Não posso punir ninguém sem processo na Corregedoria. As pessoas têm direito de se defender”, rebateu.
Andrada disse que o modelo de integração das polícias em Minas é exemplo a ser seguido. “Com frequência recebo ligações de outros estados para conhecer o Igesp (Integração da Gestão da Segurança Pública)”, completou. Desde o primeiro ano de gestão do então governador Aécio Neves (PSDB), hoje senador, ocorre a integração das polícias. “No princípio, houve dificuldades”, afirmou. Pelo modelo, PM e Polícia Civil, além de Bombeiros e agentes penitenciários, devem atuar em conjunto. Antes de 2003, por exemplo, os militares não tinham acesso ao banco de dados dos civis. Se uma pessoa fosse abordada pela PM, poderia ser foragida, mas saía impune porque não havia meios de saber se ela tinha mandado de prisão expedido. Também foram criadas áreas de atuação, seguindo uma circunferência territorial.

arte política

 

 

 

Tags:  política, cargos, seretaria, mudança
Anúncios
Esse post foi publicado em Notícias e política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s