Prefeito viaja com a família e deixa Executivo sem líder

Retorno. Segundo a assessoria da prefeitura, Tadeu deve retornar no princípio da segunda quinzena
A Prefeitura de Montes Claros, a principal cidade do Norte de Minas, está acéfala. O motivo é o fato do atual prefeito Luiz Tadeu Leite (PMDB) ter viajado com a família no último dia 2 sem ter nomeado e nem comunicado de forma oficial quem seria seu substituto.

De acordo com a Lei Orgânica do Município, em caso de ausência, quem deveria assumir o Executivo é o vice-prefeito ou o presidente da Câmara Municipal no caso de afastamento superior a 20 dias.

Em Montes Claros, no entanto, uma briga política entre o prefeito e sua vice, Tereza Cristina Pereira (PP), deixou a administração local sem vice-liderança. “O prefeito viajou sem deixar um responsável e não oficializou isso. Sabemos que ele vai ficar muitos dias afastado e que é brigado com a vice-prefeita. Não sabemos quem está à frente da prefeitura”, criticou o vereador Cláudio Rodrigues (PPS).

Segundo o vereador, em outras ocasiões, o secretário de Governo, Pedro Narciso, assumiu a administração local. Dessa vez, no entanto, isso não foi possível já que Narciso está de licença médica, após ser submetido a uma cirurgia cardíaca.

A assessoria de comunicação da prefeitura não soube informar o destino do peemedebista. Apenas foi informado que sua volta está programada para a semana do dia 15 de janeiro e, enquanto isso, as decisões emergenciais estão sendo tomadas por três secretários.

Conflito. O rompimento político entre Luiz Tadeu Leite e a vice-prefeita teve início em 2010, depois que Tereza Cristina se licenciou por dois meses da prefeitura para se dedicar à campanha do marido, o atual secretário de Desenvolvimento dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, Gil Pereira (PP). Pereira e Tadeu são adversários políticos no município e, por isso, o prefeito teria aproveitado a oportunidade para manter a vice-prefeita afastada da administração.

De acordo com Gil Pereira, após o fim da licença, Tereza foi impedida de retornar à sua função. “Trocaram a fechadura do gabinete dela. E com uma pessoa que age dessa forma, não se tem mais conversa. Ela nunca mais voltou à prefeitura”.
 

FOTO: Carlos Alberto/Secom – 20.10.2011

Gil Pereira disse que Anastasia ainda não definiu quem irá apoiar
Carlos Alberto/Secom – 20.10.2011
Gil Pereira disse que Anastasia ainda não definiu quem irá apoiar
Disputa pela prefeitura ainda está incerta no município
A disputa pela prefeitura de Montes Claros ainda não está com seu cenário definido. Pelo menos três pré-candidatos às eleições de outubro são ligados ao governo do Estado e dependem de uma sinalização do governador Antonio Anastasia para lançarem suas candidaturas.

Além do atual prefeito Luiz Tadeu Leite (PMDB), que já declarou a pretensão de concorrer à reeleição, já indicaram que podem pleitear a administração local o atual secretário dos Vales do Jequitinhonha, Rio Doce e Mucuri, Gil Pereira (PP), o deputado estadual Rui Muniz (PRTB), o deputado federal Jairo Ataide (DEM) e o ex-prefeito Athos Avelino (PSB).

Gil Pereira afirma que, até o momento, Anastasia não sinalizou quem receberá seu apoio na cidade. “Ainda vamos conversar sobre isso. É ano de eleição e o governador já disse que vai chamar os interessados para conversar. O candidato escolhido vai representar um grupo político”, explicou. (IL)

Anúncios
Esse post foi publicado em Notícias e política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s