Polícia Federal flagra recorde de desvio de verba pública em 2011

O número de servidores públicos no ano passado quase dobrou em relação a 2010

A Polícia Federal nunca esteve tão atenta ao desvio de recursos públicos quanto em 2011. O valor apurado nas investigações do ano passado foi de R$ 3,2 bilhões – o dobro de 2010 e 15 vezes mais que em 2009. Boa parte desse dinheiro foi usado para subornar servidores, empresários e políticos.

O montante averiguado nas ações da PF representa quase metade do orçamento previsto para a Transposição do São Francisco, por exemplo, que é um dos carros-chefes do Programa de Aceleração do Crescimento. Por outro lado, mais gente foi punida pelos crimes: o número de funcionários públicos que foram para a prisão saltou de 124, em 2010, para 222 em 2011.

Embora as denúncias de corrupção contra ministros tenham marcado os últimos meses, as prisões decorrem de investigações mais antigas. Os delegados da Polícia Fazendária – área que investiga os desvios de recursos – a mudança se deve à formação de equipes especializadas. Em 2011, a PF também lançou seu primeiro manual de investigação de desvio de verba, distribuído às sedes estaduais.

As informações foram publicadas nesta segunda (2) no jornal Folha de S. Paulo.

Anúncios
Esse post foi publicado em Notícias e política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s