Passagens de ônibus sobem 7,02% a partir de amanhã

Além das tarifas de coletivos e táxis, serviços cobrados pelo Governo de Minas ficarão 6,77% mais caros em 2012

tarifa

Viagem em ônibus metropolitano ficará mais de 7% mais cara para os passageiros

As passagens dos ônibus urbanos e rodoviários gerenciados pela Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop) serão reajustadas a partir de quinta-feira (29) em 7,02% – índice superior à inflação oficial, que deve fechar o ano em 6,5%. Só na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), o aumento vai afetar 1,1 milhão de pessoas, de 34 cidades, que dependem do transporte coletivo intermunicipal. Além disso, todas as taxas do Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG) vão ficar 6,77% mais caras a partir de 1º de janeiro de 2012.

O preço dos bilhetes dos ônibus que partem da rodoviária de Belo Horizonte para o interior do Estado também vai subir 7,02% a partir de quinta-feira. As empresas são obrigadas a vender a ida e a volta sem o aumento até a meia-noite desta quarta-feira. O reajuste autorizado pelo Governo de Minas será publicado na edição de hoje do Diário Oficial do Estado.

Com as mudanças, a tarifa da linha de ônibus que vai do São Benedito, em Santa Luzia, na RMBH, ao Centro da capital vai passar de R$ 3,05 para R$ 3,25. O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros Metropolitano (Sintram) foi comunicado sobre o reajuste no fim da tarde de ontem, pela Setop. Cartazes com os novos valores já estão sendo confeccionados e devem ser distribuídos a partir de hoje pelo sindicato.

Patrões que fornecem vale-transporte para os funcionários poderão fazer a recarga para todo o mês de janeiro pagando o valor atual da passagem. A recarga do cartão Ótimo, usado pelas empresas de ônibus na RMBH, também terá que ser feita sem a aplicação do reajuste de 7,02%.

Em 10 de dezembro, a bandeirada dos táxis de Belo Horizonte, Ibirité, Contagem e Ribeirão das Neves subiu 14,7%, passando de R$ 3,40 para R$ 3,90. Até o fim desta semana, a BHTrans vai anunciar o reajuste da tarifa de ônibus de BH. O índice deve ficar entre 6,5% e 8%, conforme a planilha de custos do sistema, os aumentos concedidos aos rodoviários e a inflação deste ano. O novo preço vai atingir quase 2 milhões de pessoas que usam as linhas da capital, do transporte Suplementar e os ônibus que atendem vilas e favelas.

Todos os serviços cobrados pelo Governo de Minas ficarão 6,77% mais caros em 2012. Com isso, a taxa de emplacamento vai passar de R$ 106,88 para R$ 114,11. A licença de aprendizagem, primeira etapa exigida para quem pretende tirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), vai subir de R$ 32,72 para R$ 34,10. A emissão da segunda via do documento de habilitação, que hoje custa R$ 52,35, será de R$ 55,80 a partir de 1º de janeiro.

A Taxa de Licenciamento, paga pelos proprietários de veículos emplacados no Estado, também será reajustada, passando de R$ 62,17 para R$ 66,38. Desde 22 de dezembro, o serviço de reboque de veículos apreendidos na capital, feito por determinação da BHTrans, está 6,97% mais caro. Donos de automóveis recolhidos, que antes pagavam R$ 144,42, agora terão que desembolsar 154,49. O reboque de motos passou de R$ 48,13 para 51,48.

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s