Propina de projeto foi negociada com revólver na cintura – Política – Hoje em Dia

Propina de projeto foi negociada com revólver na cintura

Denúncia partiu do delator do golpe, o ex-vereador Balbino das Ambulâncias, por meio de áudio e entrevista

Ezequiel Fagundes – Do Hoje em Dia – 26/11/2011 – 10:09

Toninho Almada

Balbino das Ambulâncias alega que aceitou propina para comprovar o esquema

O ex-vereador de Belo Horizonte Sérgio Silva Balbino, o Balbino das Ambulâncias (PRP), devolveu a Nelsinho Gouveia, filho do empresário Nelson Rigotto de Gouveia, dono do Boulevard Shopping, a quantia de R$ 30 mil em dinheiro vivo. A negociação foi registrada por Balbino em um gravador preso ao corpo. O Hoje em Dia teve acesso ao áudio.

No encontro a portas fechadas, ocorrido em 14 de maio de 2008, um dia depois da aprovação do projeto em primeiro turno pela Câmara Municipal, Balbino revelou para o herdeiro do empresário que a negociata contou até com arma de fogo.

O montante devolvido por ele, que passou de beneficiário a delator, faz parte dos R$ 160 mil pagos pelo empresário ao grupo de 10 vereadores e ex-vereadores acusados de embolsar o dinheiro em troca da aprovação do projeto, que permitiu a construção do shopping, no Bairro Santa Efigênia, Região Leste.

Na noite de 13 de maio de 2008, horas depois da aprovação do projeto em primeiro turno, Balbino disse que se reuniu com os vereadores Hugo Thomé (PMN) e Carlúcio Gonçalves (PR), no escritório da gráfica pertencente ao último parlamentar, no Bairro Cachoeirinha, para fazer a partilha dos R$ 160 mil.

Durante a conversa com o filho do empresário, não é citado o nome do vereador que estaria armado.

No entanto, Balbino confirma, em entrevista, que viu Carlúcio com um revólver na cintura. A arma, segundo ele, foi colocada em cima da mesa, junto com uma mochila branca, onde estavam os R$ 160 mil da propina. Todo o dinheiro estava divido em notas de R$ 100.

Na entrevista, Balbino diz que não presenciou o acerto com o empresário Nelson Rigotto. Portanto, ele alega não saber dizer se o dono do shopping percebeu ou não que havia alguém armado.

O áudio do diálogo foi incluído pelo Ministério Público Estadual (MPE) no processo que está sendo analisado pelo juiz Alyrio Ramos, da 3ª Vara da Fazenda de Belo Horizonte.

Na última quarta-feira, o magistrado determinou, em caráter liminar, o afastamento dos vereadores Thomé e Carlúcio da Câmara Municipal. Os dois são apontados no processo judicial como sendo os responsáveis pela intermediação da suposta extorsão.

Ainda em entrevista, Balbino contou que saiu da reunião levando R$ 40 mil em espécie. Logo em seguida, ele sustenta que recebeu o telefonema da vereadora Maria Lúcia Scarpelli (PCdoB). A comunista, segundo ele, estava interessada em pegar os R$ 10 mil. “Entreguei o dinheiro na mão dela, por volta das nove e meia da noite. Tudo em nota de R$ 100. Me lembro como se fosse hoje”, contou.

Responsável pela investigação, o promotor de Justiça Eduardo Nepomuceno informou ontem que vai entrar com um recurso (agravo de instrumento) para tentar reformar a decisão do juiz Alyrio Ramos.

No recurso, Nepomuceno vai pedir, outra vez, o afastamento do cargo de Maria Lúcia Scarpelli e dos vereadores Geraldo Félix (PMDB) e Alberto Rodrigues, o Vibrante (PV).

Juntamente com os ex-vereadores Vinícius Dantas (PT), Reinaldo Lima (PV), Valdivino Pereira de Aquino (PTC) e Valdir Antero Vieira, o Índio (PTN), eles são acusados de ter recebido R$ 10 mil cada. Procurada, Maria Lúcia disse que não iria se manifestar. Carlúcio, por sua vez, não atendeu aos pedidos de entrevista.

Por meio do advogado Marcelo Leonardo, o empresário Nelson Rigotto declarou que já colaborou com as investigações. Já Thomé garantiu que Balbino montou “um teatro para lhe prejudicar”.

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s